Cabine telefónica transformada em biblioteca

segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

Tradicionais cabines telefónicas britânicas reutilizadas para criar biblioteca inovadora.
Uma das tradicionais cabines telefónicas britânicas foi transformada numa das mais pequenas e mais movimentadas bibliotecas de Inglaterra e do mundo.
O novo conceito funciona por sistema de troca: o leitor tem apenas de substituir o livro que leva por um que já tenha lido.
A original bibliteca, situada numa pequena aldeia de Gales, em Inglaterra, tem uma capacidade para cerca de 100 livros, para além de ter ainda disponíveis CDs e DVDs.
A ideia partiu de um residente depois da aldeia ter ficado quer sem a cabina de telefone público quer sem biblioteca. Uma cabina telefónica foi, então, comprada pela aldeia por uma libra.
Não é a primeira vez que as tradicionais cabines telefónicas são recicladas. Já outras foram transformadas em galerias de arte, duches e, até mesmo, casas de banho públicas.
In Jornal de Noticias, 30 de Novembro de 2009

Interface das Bibliotecas Digitais


Com o avanço das novas tecnologias nesta era da infromação, nota-se que tem surgido muitas soluções open-source, estas permitem que as bibliotecas digitais se adaptem às suas necessidades e às exigências dos utilizadores, algumas destas soluções open-source são o MySQL, o XML, o Sphinix, e o HTML/CSS.

Os catálogos das bibliotecas são exemplos da utilização destas ferramentas open-source, estes catálogos normalmente estão disponiveis em várias línguas, mas o idioma pode ser diferente de acordo com os vários tipos de documentos. estes interfaces tem como objectivo tornar mais fácil a pesquisa do utilizador, outro exemplo são as bases de dados onde se guardam informações como por exemplo os nomes dos utilizadores inscritos nos repositórios digitais.
fonte:www.fe.up.pt/si/conteudos_service.conteudos_cont?pct_id=42431


Bibliotecas digitais: periódicos

Algumas revistas Online sobre o tema:
Ariadne
http://www.ariadne.ac.uk/

Biomedical Digital Libraries
http://www.bio-diglib.com/

CLIR Issues (Council on Library and Information Resources)
http://www.clir.org/pubs/issues/issues.html

Cuneiform Digital Library Bulletin
http://cdli.ucla.edu/pubs/cdlb.html

Cuneiform Digital Library Journal
http://cdli.ucla.edu/pubs/cdlj.html

D-Lib Magazine (Digital Library Magazine)
http://www.dlib.org/

Journal of Digital Information
http://journals.tdl.org/jodi

Acesso Via B-on: títulos Disponíveis (http://www.b-on.pt/)





ACM transactions on information systems

AIIM e-doc magazine

American Documentation

American notes & queries

Bases

Biomedical digital libraries

Bulletin of the American Society for Information Science and Technology

Cuneiform digital library bulletin

Cuneiform digital library journal

E media professional

EContent

El Profesional de la Informacion

Information Intelligence Online Libraries and Microcomputers

Information research

Information Systems Frontiers

International journal on digital libraries

International review of research in open and distance learning

The Internet and higher education

Journal of academic librarianship

Journal of digital information

Journal of Intelligent Information Systems

Journal of organizational computing and electronic commerce

Journal of Research on Technology in Education

LIBER quarterly

Library Hi Tech News

Library philosophy

Maria

Proceedings - IEEE Advances in Digital Libraries (Conference)

Proceedings of the ... ACM/IEEE Joint Conference on Digital Libraries

Proceedings of the Forum on Research and Technology Advances in Digital Libraries

Program

Records Management Journal

Reference Reviews

Transformations

World wide web

Segurança das Bibliotecas Digitais


Este é um tema muito importante quando se trata das bibliotecas digitais, a segurança passa pela tomada de decisões que influênciam o funcionamento da biblioteca, tais como, a preservação digital dos documentos, a legislação e as normas que se têm se cumprir, o chamado seguro electrónico, isto é, as coberturas, os ricos e as limitações dos serviços.


Existem alguns conselhos que devem ser levados a cabo pelos profissionais da instituição para que assim exista uma segurança dentro da instituição, este são elaborar uma análise SWOT da instituição para que assim se possa avaliar os seus pontos fracos, fortes, as ameaças e as oportunidades, outro ponto é a segurança face aos desastres, efecturar uma análise de risco, outro ponto importante é a segurança relativamente aos virús que podem atacar o sistema da biblioteca e por fim é muito importante efecturar backups de segurança à informação contida nas bibliotecas digitais.


fonte: http//:dctdi.iscte.pt/weibd/docs/1weibd05_sessao2_pedro_pereora.pdf

Evolução das Biliotecas Digitais

domingo, 29 de Novembro de 2009


As evoluções tecnológicas recentes têm levado ao aparecimento no mercado de um elevado número de títulos em suporte electrónico. assiste-se assim a uma diversidade e quantidade de conteúdos em formato electrónico que pressupõe uma alteração radical no modo tradicional de conceber uma bilbioteca.

As biblioteca digitais começaram por utilizar as novas tecnologias, os computadores para melhorar os seus serviços básicos como a catalogação e organização do acervo à sua guarda, mais tarde estas instituições passaram a ter bases de dados organizadas para dinamizar a informação disponiveis na instituição.

Esta evolução observada nos últimos anos e a expansão da Internet vieram modificar os hábitos da pessoas e preve-se que essa alteração aumente ainda mais à medida que a informação avança.






fonte: http//:www.prof.2000.pt/users/gbagao/lv3l.htm
http//:pt.wikipedia.org/wiki/biblioteca_digital


Colecção do museu do Iraque online...graças à Google - Exame Informática.pt

quinta-feira, 26 de Novembro de 2009
O Iraque, antiga Mesopotâmia, foi berço para várias civilizações. Infelizmente, desde que o país entrou em guerra o acesso aos artefactos de sumérios, babilónios ou, por exemplo, assírios, tem sido negado ao público em geral.

Amira Eidan, director do museu, disse à agência Reuters: "O museu do Iraque está fechado e há pessoas por todo o mundo a perguntar o que se passa. Agora, basta estarem sentados em frente ao ecrã para ficar a par do que se passa".

Eric Schmidt, CEO Google, disse, na conferência de imprensa realizada em Bagdad: "Não consigo pensar em melhor forma de usarmos o nosso tempo e meios do que a tornar acessível as imagens e ideias da nossa civilização, desde os primórdios do tempo, a milhões de pessoas".
Funcionários da Google tiraram mais de 14 mil fotos a artefactos e tencionam colocá-las online no início de 2010.


Fonte: Colecção do museu do Iraque online...graças à Google - Exame Informática.pt

Vantagens das bibliotecas digitais face às tradicionais

quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Fonte: http://www.soprando.net/wp-content/uploads/2007/10/biblioteca-virtual.jpg

A Biblioteca Digital deve ser vista como uma aliada da Biblioteca Tradicional. A sua organização requer os mesmos princípios que são utilizados numa biblioteca tradicional, tais como: selecção da fonte de informação, aquisição de informações que preencham as necessidades do utilizador, fornecimento de material actualizado; boa organização e classificação das aquisições com a finalidade de auxiliar a orientação do utilizador na selecção dos itens do seu interesse, agrupamento de fontes de acordo com sua função e seu conteúdo, entre outros.


Através de uma biblioteca digital o utilizador pode consultar, aceder e adquirir informações de vários tipos tais como textos, imagens e som de qualquer local de acesso conforme interesse do próprio utilizador. No entanto, para que as bibliotecas digitais possam ser utilizadas com eficiência é necessário que existam infra-estruturas técnicas que suportem o acesso e a difusão dos seus serviços.



Bibliotecas digitais vs. Bibliotecas tradicionais


Fonte da imagem: http://www.senado.gov.br/sf/senado/portaldoservidor/jornal/jornal101/Imagens/biblioteca_digital%20c%F3pia.jpg

É pertinente referir que as bibliotecas digitais são fruto dos avanços tecnológicos. Estas bibliotecas digitais não se limitam apenas à criação de catálogos ou portais de acesso, mas disponibilizam sim a leitura dos próprios documentos por intermédio da tecnologia digital.



Apesar dos novos serviços baseados em novas tecnologias, as bibliotecas digitais não podem ser apenas encaradas como um conjunto de colecções digitalizadas, devem antes de mais assumir um papel social e cultural cada vez mais exigente e adequado à sociedade moderna.

Actualidade - A campeã da digitalização chegou a Portugal

Este aparelho chama-se APT 2400 e consegue efectuar 2400 cópias de páginas de um livro por hora.
A APT 2400 foi desenvolvida pela Kirtas e é a digitalizadora de documentos em papel mais rápida do mundo.
Esta máquina pode ser de grande ajuda para a rápida digitalização, ajudando as bibliotecas digitais a incorporarem documentos valiosos (exemplo livro antigo) permitindo o acesso em suporte digital dadas as suas características e necessidades de preservação.




Fonte: http://aeiou.exameinformatica.pt/a-campea-da-digitalizacao-chegou-a-portugal-video=f1002931

Europena - Biblioteca Digital Europeia

terça-feira, 24 de Novembro de 2009
Contexto
A Comissão Europeia começou a trabalhar na digitalização e na acessibilidade em linha do material cultural já em 2000. Entre 2000 e 2005 co-financiou projectos de investigação e promoveu uma melhor colaboração entre os Estados-Membros que queriam colocar em linha o seu património cultural.
Em Junho de 2005, a Comissária Viviane Reding fez da biblioteca digital europeia um projecto emblemático da estratégia comunitária i2010 – Uma sociedade da informação para o crescimento e emprego

A Biblioteca Digital


Em http://www.europeana.eu/, os utilizadores da Internet de todo o mundo podem  aceder a milhões de livros,  textos, mapas, gravações, fotografias, documentos de arquivo, pinturas e filmes do acervo das bibliotecas nacionais e instituições culturais dos 27 Estados-Membros da UE.


A Europeana oferece novas maneiras de explorar o património da Europa: qualquer pessoa interessada em literatura, arte, ciência, política, história, arquitectura, música ou cinema poderá aceder gratuita e rapidamente às maiores colecções e obras primas da Europa numa única biblioteca virtual, através de um portal Web disponível em todas as línguas da União Europeia

Enquanto alguns dos seus conteúdos são mundialmente famosos, outros constituem tesouros europeus menos conhecidos, conservados em
  •  museus e galerias
  • arquivos
  • colecções audiovisuais 
Elisabeth Niggemann, Directora-Geral da Biblioteca Nacional da Alemanha e Presidente da Fundação para a Biblioteca Digital Europeia – a organização por trás da Europeana –, acrescentou: "A Europeana torna os organismos culturais mais relevantes para a geração da Web 2.0 – uma geração que espera poder ler textos, ver filmes e imagens e escutar sons ao mesmo tempo e no mesmo espaço. Oferecendo aos jovens uma experiência multimédia completa, a biblioteca será um meio de os ligar à cultura europeia, passada e presente."


Fonte: http://europa.eu/rapid/pressReleasesAction.do?reference=IP/08/1747&format=HTML&aged=0&language=PT&guiLanguage=en

O que podemos encontrar na Biblioteca Mundial Digital?

Neste site podemos “navegar” pelos continentes e pelo tempo. As opções para navegar disponibilizadas são as seguintes:


• Lugar • Período • Tópico • Tipo de Item • Instituição


Um dos destaques a nível do que pode ser consultado vai para o mapa de Lisboa, depois do terramoto de 1755. A reconstrução da cidade pode ser vista neste mapa.

Um outro mapa, em aguarela e bico de pena do século XVI, faz parte de um Atlas da Madeira e dos Açores, onde é possível ver detalhadamente os diversos portos da ilha da Madeira.

A descrição de Portugal, por alturas de 1500 é incluído num outro mapa feito pelo cartógrafo que fez o primeiro mapa do país, mas mostra o Algarve no sudoeste da Península Ibérica.

Neste site podemos consultar documentos históricos, também um novo mapa que mostra as explorações espanholas e portuguesas com observações dos mais engenhosos geógrafos de Espanha e Portugal, que fazem as delícias dos que gostam de História.


Apresentação da Biblioteca Digital Mundial

segunda-feira, 23 de Novembro de 2009
A World Digital Library ou Biblioteca Digital Mundial, foi lançada pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no dia 21 de Abril do presente ano em Paris.
Esta biblioteca permite o acesso gratuito a diversos conteúdos mais especificamente mapas, manuscritos, partituras, gravações, filmes, gravuras e imagens de fotografia e pintura dos cinco continentes.

Através do endereço http://www.wdl.org/pt é possível aceder directamente ao site desta biblioteca em versão portuguesa.

Os principais objetivos da Biblioteca Digital Mundial são:


Promover a compreensão internacional e intercultural;

Expandir o volume e a variedade de conteúdo cultural na Internet;

Fornecer recursos para educadores, acadêmicos e o público em geral;

Desenvolver capacidades em instituições parceiras, a fim de reduzir a lacuna digital dentro dos e entre os países.

Bibliotecas digitais: características essenciais

sábado, 21 de Novembro de 2009


As bibliotecas digitais assentam em três características essenciais:


  • Armazenam e dão acesso a volumes cada vez mais maiores de informação multimédia (texto, imagem, som, vídeo, etc.) em suportes digitais e diversos formatos, a par com a existência de documentos noutros suportes (nomeadamente o papel);
  • Estão acessíveis aos utilizadores a qualquer hora e em qualquer lugar. (e contrariamente ao que acontecia até à bem pouco tempo, os utilizadores remotos da biblioteca conseguem obter não apenas informação secundária e de referência, mas também informação primária, ou seja, o conteúdo integral dos documentos textuais, dados e informação factual, documentos multimédia, etc.
  • Permitem ainda a pesquisa e o acesso às colecções locais ou a qualquer outra fonte de informação existente nas redes de comunicação onde estejam integradas. A ligação virtual entre todas as bibliotecas transforma cada uma delas num elo de ligação a uma biblioteca digital à escala planetária.

Bibliotecas Digitais

Fonte: http://www.cidinhalongo.com.br/site/images/stories/biblio_digital.png



Segundo Pedro Caldeira “ a expressão “biblioteca digital” designa uma colecção estruturada e informatizada de livros, revistas, jornais, poemas, textos, fotografias, filmes, esboços, desenhos, plantas arquitectónicas, quadros, sons, músicas e muitos outros tipos de informação audiovisual, que podem ser apresentados isoladamente ou em conjunto, em duas ou três dimensões, de acesso livre ou mediante pagamento e noutros tipos de modalidades em alternativa.” (1)



(1) CALDEIRA, Pedro Z. – A usabilidade das bibliotecas digitais: a perspectiva dos leitores/utilizadores. In Cadernos BAD. Lisboa: BAD, 2003 (2). p. 19

Bibliotecas Tradicionais

Fonte da imagem: http://www.manreza.com.br/blog/wp-content/uploads/2009/06/bibli.jpg

Podemos definir biblioteca como sendo uma "instituição ou serviço responsável pela aquisição, conservação, tratamento documental e comunicação de monografias e publicações periódicas, impressas ou manuscritas".(1)

Antigamente, as bibliotecas eram lugares fechados, reservados apenas a alguns e onde aplicavam regras de comportamento. Viviam de si próprias e descuidavam o utilizador.
Este cenário foi mudando aos poucos, e hoje as bibliotecas estão directamente envolvidas na procura de soluções visando a satisfação dos utilizadores, onde a opinião do próprio utilizador é tida em conta.

Uma biblioteca tem como principal objectivo responder às necessidades de informação solicitadas pelos seus utilizadores, com pertinência, rapidez e actualidade. A recuperação da informação com estas características requer uma pesquisa efectiva o que implica a utilização de vários instrumentos, para com eficácia, qualidade e sentido de custo se encontrarem as respostas que os utilizadores desejam obter.
(1) ALVES, Ivone; [et. al.] – Dicionário de terminologia arquivística. Lisboa: Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 1993. ISBN 972-565-146-4. p. 13

Apresentação

quinta-feira, 12 de Novembro de 2009
Este blogue foi criado no âmbito da disciplina de Aplicações Informáticas do Curso de Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação da Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão do Instituto Politécnico do Porto.


O objectivo principal deste trabalho é dinamizar o tema Planeamento de Bibliotecas Digitais.